Paulo Wanderley prestigia seleção feminina de basquete às vésperas do Pré-Olímpico

O presidente do COB, Paulo Wanderley, visitou a seleção feminina de basquete na manhã desta quinta-feira, 23, no Centro de Treinamento do Time Brasil, no Rio de Janeiro. Acompanhado pelo secretário geral da Confederação Brasileira de Basketball (CBB), Carlos Fontenelle, e pelo técnico José Neto, o presidente reiterou todo o apoio à CBB, que atende a um dos pilares do COB: a meritocracia. Além de conversar com as atletas, falou sobre sua proximidade com o basquete feminino desde a década de 1990 e compartilhou a experiência, não só como gestor mas também como treinador campeão olímpico de judô em Barcelona 1992.

 

“Sempre tive uma proximidade com a seleção feminina de basquete. Estive com o time dos Jogos Pan-americanos de Havana, em 1991, e depois na estreia do basquete nos Jogos Olímpicos de Barcelona, enquanto participava como técnico do judô. Os investimentos em estrutura, treinamentos e logística têm contribuído para o desenvolvimento do time. É só ver o brilho nos olhos dessas atletas, a garra, a disposição para buscar essa classificação”, diz Paulo Wanderley.

Fontenelle fez questão de agradecer a visita e as palavras de apoio do presidente ao time. “Tê-lo aqui com o grupo mostra a confiança que o COB tem nessa seleção. Só tenho a agradecer todo o apoio que temos recebido nestes três anos. É só por esse motivo que a confederação está viva. Estamos melhorando, a cada dia alcançando mais resultados, mas sem o suporte do COB, isso nunca teria acontecido. O próprio presidente reparou o brilho no olhar das atletas. É completamente diferente de três anos atrás. A seleção está pronta, vamos brigar pela vaga para Tóquio”, revela o secretário geral da CBB.

Paulo Wanderley reforçou ainda que todos os atletas têm como meta Tóquio 2020. Mas é fundamental que a seleção tenha em mente que cada competição é uma miniolimpíada. “Vocês estão às vésperas de viajar e têm um desafio enorme: o Pré-Olímpico. A expectativa de nossos torcedores é de o Brasil estar entre as três seleções classificadas. Todo o foco agora deve estar nesta disputa em fevereiro. Temos disponibilizado o melhor em treinamento e condições para que a seleção tenha a melhor performance. Vocês estão no caminho certo. Estou na torcida por esse time, desejando todo o sucesso que merecem”.

Confiante, Neto afirma que a maior motivação da equipe é o trabalho que vem sendo desenvolvido dentro de quadra: “Temos a consciência que, para alcançarmos o melhor resultado, é preciso retribuir o apoio recebido, dando o nosso melhor. Treinamos todos os dias com excelência, num alto nível de exigência. Vamos brigar por uma vaga nos Jogos Olímpicos. Em relação às adversárias, podemos competir bem contra elas, apesar que essa será a primeira vez que enfrentaremos Austrália e França. O importante é manter o foco na nossa equipe. Vamos dar o nosso melhor para trazer essa vaga para o Brasil”.

 

Fonte: COB

Compartilhe




Receba nossa Newsletter gratuitamente


Digite a palavra e tecle Enter.