“Mamãe Noel” faz campanha para doação de brinquedos

Uma das características mais marcantes no ser humano, é o desejo de trazer felicidade para as pessoas ao seu redor. Este é o papel da Dona Margarida Maria Gomes, de 62 anos, a “Mamãe Noel”. A aposentada vende canetas, bolos e pudins, há 38 anos, com objetivo de arrecadar dinheiro para um objetivo: comprar brinquedos para crianças carentes de Juiz de Fora.

A ideia de ser a “Mamãe Noel” começou quando seu filho queria ter um Papai Noel, no entanto Dona Margarida teve que lidar com a perda de seu sogro, o qual iria se vestir de Papai Noel na festa de aniversário do filho. Foi a partir daí que veio a ideia “eu fui colocar a roupa e ele não sabia que era eu. Peguei a roupa emprestada com uma conhecida e fiz a surpresa pra ele”.

Depois de toda a felicidade em ver o Papai Noel na festa de aniversário, o filho deu uma sugestão que mudaria a vida de Dona Margarida, mesmo sem saber que era sua mãe que estava fantasiada “ele disse: Papai Noel você podia ir na rua distribuir balas. A minha sorte é que eu tinha comprado uma boa quantidade pra festa. Quando cheguei na rua pra fazer a distribuição, as crianças me pediram presente e eu não tinha como dar porque eu fui fazer uma surpresa pro meu filho, mostrar que o tão desejado Papai Noel tinha chegado”. 

Um tempo após o aniversário do filho, Dona Margarida começou a trabalhar com enfoque na possibilidade de dar brinquedo para as crianças “eu trabalhava para ajudar meu marido e no pagamento do aluguel, mas sempre tirando um pouco do salário e investir um pouco nos brinquedos. Ali comecei com umas 50 crianças, aí veio aumentando e hoje está em torno de 1500”. Desde então, a “Mamãe Noel”, como é conhecida, leva alegria para a criançada que mora nos bairros Esplanada, Fábrica, Jardim Natal, Monte Castelo, Amazonas, Milho Branco, além de zonas rurais de Juiz de Fora e outras cidades, como Lima Duarte e Olaria. 

Dona Margarida diz que está com problemas de saúde e tem dificuldades para andar em decorrência da trombose. Recentemente ela descobriu que tem coágulo no coração e vem fazendo tratamento em São Paulo. No entanto, ela conta que quer fazer de tudo para levar brinquedos para as crianças “como Deus me deu essa oportunidade de vida, eu quero continuar realizando o sonho dessas crianças”.

Em decorrência dos problemas de saúde e dos problemas de locomoção, Dona Margarida pede para que as pessoas contribuam para adoção de brinquedos e também para dar alegria às crianças “Eu quero que as pessoas me dessem essa oportunidade de realizar o sonho dessas crianças, principalmente as da roça, porque elas estão esperando por esses brinquedos e eu preciso do apoio dessas pessoas. Eu acredito que se as pessoas sentirem isso no coração, Deus vai tocar nelas e vão me ajudar em trazer alegria para a criançada”.

A entrega dos brinquedos deve ser feita até o dia 22 de dezembro, que é a data da festa da “Mamãe Noel” e Dona Margarida diz que planeja fazer a festa na roça, “aqui no Monte Castelo já fiz a festa em várias oportunidades, porém a criançada já está numa fase de maturidade. Minha ideia é conseguir alguém para me levar de carro e ir para um bairro que está precisando da entrega. Já na roça será uma festinha mais adequada, pois lá não tem alguém que faça isso por eles e são crianças que precisam mesmo. Inclusive os pais delas ficam muito agradecidos”. 

A entrega dos brinquedos devem ser feitas pelo menos até o dia 20 de dezembro, antes da festa da “Mamãe Noel” que será no dia 22. Para doar, basta entrar em contato pelo telefone (32) 99148-8287 ou ir à residência da “Mamãe Noel” na Rua Itatiaia, nº 583 no Bairro Monte Castelo.

Compartilhe




Receba nossa Newsletter gratuitamente


Digite a palavra e tecle Enter.