Atleta paralímpico, Alessandro Zanardi, segue em estado grave

O ex-piloto de F1 e hoje atleta de paraciclismo, Alessandro Zanardi, segue em coma e em estado grave, segundo boletim do Hospital Le Scotte de Siena. O italiano de 53 anos, está internado desde o dia 19 deste mês, quando participava de uma volta ciclística na região de Toscana na Itália e entrou acidentalmente em uma pista onde havia tráfego de veículos, onde acabou sendo atropelado por um caminhão.

Segundo informações do hospital, seu estado de saúde é grave, mas considerado estável. A família de Zanardi solicitou que fosse divulgado novo boletim, apenas se houver novidades no estado de saúde do italiano.

Em nota o hospital diz que Alessandro Zanardi passou por uma segunda operação de neurocirurgia, ocorrida na segunda-feira (29):

“Após a segunda operação de neurocirurgia que ele realizou ontem, o paciente, cerca de 24 horas após a operação, apresenta condições clínicas estacionárias e curso estável do ponto de vista neurológico, cujo quadro permanece grave. Alex Zanardi está internado na Unidade de Terapia Intensiva, onde permanece sedado e intubado, e o prognóstico permanece confidencial. De acordo com a família, nenhum outro boletim médico será publicado na ausência de desenvolvimentos significativos”.

Carreira no automobilismo

Alessandro Zanardi estreou na F1 em 1991 pela extinta equipe Jordan, disputando as últimas 3 etapas daquela temporada. Em 1992 foi convidado para substituir o brasileiro Christian Fittipaldi na extinta Minardi. Em 1993 foi contratado pela também extinta Lotus e marcou seu primeiro ponto no GP do Brasil. Após esse feito, ele teve um acidente de bicicleta e lesionou seu pé esquerdo. Diante disso, disputou apenas mais duas provas.

Em 1994 foi mantido no time inglês, mas como piloto de testes e foi substituto do português Pedro Lamy. Mesmo assim Zanardi não teve bom rendimento no restante do ano.

No período de 1996 a 1998, competiu na extinta Champ Car, pela tradicional equipe Target Chip Ganassi. No ano seguinte em 1999, retornou à F1 pela Williams, mas sem boas exibições e largou definitivamente a categoria.

Em 2001 sofreu um grave acidente no circuito oval EuroSpeedway Lausitz na Alemanha e teve suas duas pernas amputadas. Após o grave acidente, ele competiu em carros de turismo de 2005 a 2009.

Atleta paralímpico

Em 2007, Alessandro Zanardi se tornou atleta paralímpico de ciclismo. Disputou as Olimpíadas de 2012 em Londres e 2016 no Rio de Janeiro, acumulando 4 medalhas de ouro e 2 de prata.

Compartilhe




Receba nossa Newsletter gratuitamente


Digite a palavra e tecle Enter.