Vigilância Sanitária do Rio de Janeiro estabelece medidas para presença de torcida nos estádios

A Vigilância Sanitária da Prefeitura do Rio de Janeiro, divulgou um documento contendo medidas preventivas, referentes a presença de torcida nos estádios. O documento prevê retorno de torcedores no dia 10 de julho.

O texto, com as chamadas “regras de ouro”, prevê escalonamento de horários para chegada ao estádio já no ingresso vendido – com proibição de acesso caso o torcedor não cumpra o determinado -, orientação de torcedores para ocupação de assentos sinalizados nas arquibancadas e máscaras obrigatórias em todos locais.

O Decreto assinado pela prefeitura prevê como medidas:

  • Competições esportivas com capacidade simultânea máxima de 1/3, sem ultrapassar a regra de 4m² por pessoa;
  • Venda de ingressos somente online ou caixas de auto atendimento;
  • Promover a orientação do público em geral sobre a importância da adoção de medidas de prevenção à Covid-19;
  • Informar antecipadamente o órgão sanitário competende sobre o calendário e planejamento das competições programdas;
  • As vendas de ingressos devem ser feitas 100% online;
  • Estabelecer controle de acesso aos sanitários para que seja mantido o distanciamento físico;
  • A fila dos sanitários deve ser organizada na parte externa;
  • Os banheiros devem conter dispersores de álcool em gel;
  • Durante o período de pandemia da Covid-19, não será autorizada venda de alimentos e bebidas em pontos móves;

O que dizem os clubes

Dentre os times da capital carioca, Botafogo e Fluminense afirmam que não vão abrir os estádios para o público. O vice-presidente geral e jurídico do Flamengo, Rodrigo Dunshee de Abranches, diz que “o Flamengo não aprova e nem reprova. Flamengo cumpre lei”. O Vasco ainda não se manifestou sobre o assunto.

 

Compartilhe




Receba nossa Newsletter gratuitamente


Digite a palavra e tecle Enter.