Haas confirma contratação do russo Nikita Mazepin para 2021

Visando a temporada 2021 da F1, a Haas anunciou nesta terça-feira (1), a contratação do jovem russo Nikita Mazepin, 21 anos, para uma das vagas na equipe americana. Segundo a imprensa internacional, seu companheiro de equipe deve ser Mick Schumacher, filho do ex-heptacampeão Michael Schumacher.

Recentemente, a Haas comunicou que não iria renovar com sua dupla atual, Kevin Magnussen e Romain Grosjean, este será substituído pelo brasileiro Pietro Fittipaldi na próxima corrida, em decorrência das queimaduras sofridas no grave acidente no último domingo (29). O time é o vice-lanterna entre os construtores, com apenas 3 pontos conquistados.

Atualmente, Mazepin ocupa a terceira posição no campeonato da F2. Ao todo ele já venceu 2 provas e subiu ao pódio em quatro oportunidades. Além disso, ele já fez testes em carro de F1. Em 2016, 2017 e 2018, ele andou pela antiga Force India. Em 2019, testou pela Mercedes.

Conforme o chefe de equipe, Guenther Steiner, a chegada de Mazepin é visto com bons olhos pela Haas e há boa expectativa para o desempenho do jovem piloto:

Estou muito feliz que Nikita pilotará para nós. Ele se destacou na F2 este ano com duas vitórias e um punhado de pódios no que tem sido uma temporada forte para ele. Se tornou um piloto maduro subindo nas categorias júnior – notavelmente mais recentemente na GP3 Series, onde terminou em segundo lugar em 2018, e obviamente na F2 nas últimas duas temporadas. Estou animado para ver o que nikita pode alcançar na F1 e estamos ansiosos para dar a ele a oportunidade de competir no mais alto nível do automobilismo mundial”.

O jovem russo diz que ser piloto titular na principal categoria do automobilismo mundial é a realização de um sonho e faz agradecimento ao time americano pela grande oportunidade:

“Tornar-se piloto de F1 é um sonho de toda a vida se tornando realidade para mim”, disse Mazepin. “Eu realmente aprecio a confiança que está sendo depositada em mim por Gene Haas, Guenther Steiner e toda a equipe. Eles estão dando uma oportunidade a um jovem piloto e eu agradeço a eles por isso”.

Carreira no automobilismo

Mazepin começou a correr em 2015, competindo na Fórmula Renault 2.0 antes de passar dois anos competindo na F3 Europeia. Ele entrou na GP3 em 2018, terminando em segundo no geral com quatro vitórias. Um passo até a F2 seguiu, primeiro com ART e depois com Hitech.

Quarto russo a correr na F1

Com o anúncio oficial, Nikita Mazepin se torna o quarto piloto russo a correr na F1. O primeiro deles foi Vitaly Petrov, de 2010 a 2012, correndo pela Renault, Lotus e Caterham. Hoje em dia corre pelo Campeonato Mundial de Endurance (WEC).

Em 2014 foi a vez de Daniil Kvyat pela antiga Toro Rosso e atualmente corre pela Alpha Tauri. Na temporada de 2018, Sergey Sirotkin pilotou pela Williams e é piloto reserva da Renault e McLaren.

 

Compartilhe




Receba nossa Newsletter gratuitamente


Digite a palavra e tecle Enter.