Delegada Sheila e Ione Barbosa anunciam neutralidade no segundo turno

Após Eduardo Lucas (DC), confirmar que seria neutro, as candidatas no primeiro turno, Delegada Sheila e Ione Barbosa, anunciaram neutralidade sobre em quem iriam apoiar, neste segundo turno das Eleições 2020. Margarida Salomão (PT) E Wilson Rezato (PSB) estão na disputa pela vaga na Prefeitura de Juiz de Fora (PJF).

De acordo com Sheila, tanto ela quanto o PSL, terão a mesma postura e segundo ela, a neutralidade não tem a ver com os candidatos, “Enquanto deputada estadual, particularmente, no momento, não pretendo apoiar nenhuma das duas candidaturas. Não tenho nada contra as pessoas em si, mas, pessoalmente, nunca votei em partidos de esquerda. É uma partido declaradamente de esquerda e outro socialista. Ambos não fazem parte do que acredito no momento”. A Delegada foi a quarta mais votada dentre os participantes, com 10,4% dos votos válidos.

Já o presidente do PSL, Charlles Evangelista, manteve o mesmo posicionamento adotado pela Delegada Sheila, uma vez que que é uma disputa entre “dois partidos de esquerda, que divergem dos nossos pensamentos”. Entretanto, o Deputado Federal diz que os filiados do partido, estão autorizados a se posicionarem neste segundo turno.

Ione Barbosa

Além dos candidatos citados anteriormente, Ione Barbosa (Republicanos), também optou por manter a neutralidade no segundo turno. O anúncio foi feito durante uma coletiva realizada na manhã de sexta-feira (20). A candidata foi a terceira mais bem votada, com 22,9% dos votos.

Até então, Ione relata que durante a semana se reuniu com seu grupo de campanha e também com o partido, para analisar sua futura decisão. Além disso, se reuniu também com Margarida Salomão e Wilson Rezato, porém decidiu se manter neutra, nesta reta final da corrida eleitoral. Ela relata que a escolha foi tomada por conta do posicionamento no decorrer de sua campanha:

“O meu projeto é diferente dos dois. Portanto, nós resolvemos ter esse posicionamento coerente com minha campanha inteira, que foi de independência e autonomia”.

Sobre os próximos passos a serem tomadas no cenário político, Ione diz que pretende ter carreira política. A princípio ela relata que quer passar mais tempo com a família e retomar suas funções na Polícia Civil:

“Eu preciso estar com minha família agora. Com ela, vou decidir qual vai ser minha trajetória política”.

Compartilhe




Receba nossa Newsletter gratuitamente


Digite a palavra e tecle Enter.