Lixo é a principal causa do rompimento da rede de drenagem da cidade

Até esta quarta-feira, 13, a Secretaria de Obras (SO) da Prefeitura de Juiz de Fora (PJF) já registrou somente neste ano mais de 39 erosões nas ruas da cidade causadas pelo rompimento da rede de drenagem de águas pluviais. O entupimento por acúmulo de lixo e entulhos, somados a um maior volume de chuvas, causa o rompimento da manilhas e, consequentemente, o afundamento do asfalto e a necessidade de intervenção para reparo. Nesta data, a SO está realizando a troca das manilhas da rede de drenagem (foto) da Rua Ibitiguaia, quase esquina com a Avenida Rio Branco, no Bairro Santa Luzia.

No local, a equipe de reparo se deparou com diversas peças de roupas e tecidos dentro das manilhas, inclusive, uma piscina de lona. “Infelizmente, o rompimento da rede de drenagem em Juiz de Fora é causado pelo lixo, restos de materiais de construção e terra. Com as fortes chuvas, tudo que é depositado nas calçadas, nas vias ou jogados diretamente nas bocas de lobo causam o entupimento das manilhas. Um dos objetos que mais encontramos no momento do reparo são garrafas pets. Porém, já encontramos de tudo. Há alguns anos, retiramos mais de 2.500 garrafas de vidro na esquina das ruas Carlos Chagas e São Mateus de dentro da rede. O material de construção que fica depositado de forma inadequada nas calçadas também gera grande problemas” alerta o secretário de Obras, José Walter de Andrade.

O lixo e entulho levado para a rede de drenagem, além de acarretar gastos elevados, impede a atuação da equipe destinada para a reparação em outros tipos de obras de melhorias para a cidade. Além disso, também causa transtornos no tráfego local.

“As erosões no asfalto também geram risco de acidentes e atrapalham a fluidez no trânsito, pois, na maioria das vezes, é necessária a interdição parcial ou total da via. E, no momento das obras de reparo, necessitamos deslocar uma equipe de agentes para orientar o trânsito local e viabilizar desvios”, explica o gerente do Departamento de Fiscalização da Secretaria de Transporte e Trânsito (Settra), Paulo Peron.

A conscientização da população é o passo mais importante para diminuir o significativo número de rompimentos de rede de drenagem da cidade. Colocar o lixo somente nos dias e horários corretos da coleta; não descartar ou armazenar materiais de construção de forma inadequada nas calçadas; não realizar desaterro e depositar a terra na via são ações fundamentais para contribuirmos com a boa manutenção do Município, evitando enchentes e erosões das vias.

Fonte: Assessoria

Compartilhe




Receba nossa Newsletter gratuitamente


Digite a palavra e tecle Enter.