Operação conjunta reprime roubo de carga interestadual

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) participou, na manhã desta quarta-feira (18/11), da operação Carga Pesada, deflagrada pelo Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) em conjunto também com as polícias Militar e Rodoviária Federal. A ação visa apurar a atuação de uma organização criminosa especializada em crimes patrimoniais no âmbito interestadual, especialmente roubo de carga. Os trabalhos foram realizados em Barbacena, Brás Pires e Leopoldina, na Zona da Mata mineira, além de Ipatinga, no Vale do Aço.

Dois dos principais suspeitos de envolvimento nessa modalidade criminosa foram presos e ainda houve uma prisão em flagrante. Também foram cumpridos oito mandados de busca e apreensão nas quatro cidades. Em dois dos endereços vinculados a um dos possíveis líderes do grupo investigado, foram apreendidos diversos materiais, como armas de fogo, munições, rádios de comunicação, um bloqueador de sinal, rastreador, celulares e outros eletrônicos. Nos demais alvos, aparelhos telefônicos e diversos documentos de interesse investigativo.

As investigações apontam que os integrantes da organização criminosa atuavam em Minas Gerais e possivelmente nos estados do Espírito Santo e Rio de Janeiro. Segundo o promotor de Justiça do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) – Regional Zona da Mata, Breno Costa da Silva Coelho, o objetivo é apurar o delineamento da composição e da atuação do grupo em subtração de diversas mercadorias e cargas nas rodovias, com o emprego de armas de fogo, concurso de pessoas e mediante privação da liberdade das vítimas.

O trabalho investigativo prossegue no âmbito do Ministério Público, a fim de apurar os possíveis crimes praticados pelos envolvidos, bem como a participação de outras pessoas em conluio com os investigados.

Participaram da operação de hoje, promotores de Justiça e servidores do MPMG, por meio Gaeco – Regional da Zona da Mata, em conjunto com o Gaeco do Vale do Aço – Ipatinga, policiais civis lotados na Delegacia Especializada em Investigação e Repressão ao Furto, Roubo e Desvio de Cargas, policiais militares e policiais rodoviários federais.

Fonte: PRF

Compartilhe




Receba nossa Newsletter gratuitamente


Digite a palavra e tecle Enter.