PJF nomeia membros da Comissão de Transição Governamental

O prefeito Antônio Almas (PSDB), instituiu em Decreto Municipal nesta terça-feira (1), os membros nomeados para a Comissão de Transição Governamental, solicitado pela recém-eleita Margarida Salomão (PT). Todos os participantes citados já se reúnem na data de hoje.

O documento estabelece que a Secretaria do Governo “ficará responsável pelo recebimento e encaminhamento de solicitações e agendamentos requeridos pela Comissão, bem como prestará eventual suporte administrativo”.

Além disso, “As secretarias municipais, os órgãos autônomos e os entes da administração indireta do Município (fundações, autarquias e empresas públicas) deverão por solicitação da SG apresentar documentos e informações próprias, contendo, no mínimo, estrutura orgânica, número de servidores, cargos em comissão, programas e ações prioritárias, colegiados e grupos, avanços nos marcos institucionais e regulatórios, agenda dos primeiros cem dias de 2021, desafios e oportunidades, ficando os respectivos titulares responsáveis pelo teor das informações prestadas”.

Ao todo o grupo conta com 12 participantes, sendo que seis foram indicados por Margarida, com três mulheres e três homens. O restante foi indicado por Antônio Almas, sendo quatro homens e duas mulheres.

A candidata já havia anunciado previamente quem seriam os componentes de sua equipe de transição: a advogada e ex-vereadora Cidinha Louzada, a advogada Rosana Lílian, a professora Giane Elisa, o sociólogo Martvs Chagas, o ex-deputado estadual Biel Rocha e o professor Rogério Freitas.

Já o prefeito indicou o secretário de Governo, Ricardo Miranda; o secretário de Planejamento e Gestão, Lúcio de Sá Fortes; o secretário da Fazenda, Fúlvio Albertoni; a secretária de Administração e Recursos Humanos, Andréia Goreske Leite, a controladora-geral do Município, Marlene de Paula Bassoli e o procurador-geral do Município, Edgar Souza Ferreira.

Eleições 2020

Segundo as apurações do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), neste segundo turno, Margarida Salomão venceu a corrida eleitoral, ao obter 144.529 votos válidos (54,98%). Seu concorrente, Wilson Rezato (PSB) obteve 118.349 (45,02%).

Além disso, com a vitória da coligação “Juiz de Fora vale à pena”, o vereador Kennedy Ribeiro (PV), assume o cargo de vice-prefeito. Neste ano, abriu mão da reeleição, para fazer parte de uma chapa majoritária.

Margarida já participou de três edições das Eleições. A primeira foi em 2008, mas foi derrotada pelo candidato Custódio Mattos. Voltou a disputar o pleito em 2012 e 2016, sendo que em ambos os anos, foi superada por Bruno Siqueira (MDB).

Compartilhe




Receba nossa Newsletter gratuitamente


Digite a palavra e tecle Enter.