Eleições 2020: Partido de Eduardo Lucas, não apoiará nenhum candidato no segundo turno

Após as apurações dos votos referentes ao primeiro turno das Eleições de Juiz de Fora, o partido Democracia Cristã (DC) do candidato Eduardo Lucas, não apoiará ninguém neste segundo turno da corrida eleitoral. O anúncio foi feito pelo vice-presidente João Carlos de Souza Lima Figueiredo.

Segundo ele, o motivo do DC não apoiar tanto a campanha de Margarida Salomão (PT) quanto de Wilson Rezato (PSB), é porque as duas “não teriam o compromisso de restaurar a cidade cientificamente, não compartilham nossa visão conservadora e de família, de estado necessário, nem mínimo, nem máximo e nem a defesa da liberdade econômica e da defesa do livre-arbítrio e da liberdade de expressão”. 

João Carlos reforça também a importância do eleitor no período de votação: “Nós apoiamos o eleitor, para que ele saia de casa, saia da abstenção e escolha o melhor para JF e carregue a responsabilidade por essa escolha”.

Levantamento do primeiro turno

O vice-presidente do DC informou também o levantamento da candidatura de Eduardo Lucas, no primeiro turno. Ao todo, o partido teve 4.048 votos, entretanto na visão do vice-presidente, a mensagem feita durante a campanha não atingiu a toda população juiz-forana:

“A mensagem científica, técnica e administrativa de uma nova política, dentro de um partido sem recursos, sem tempo de televisão e sem fundo eleitoral não foi captada” diz João Carlos.

Ele frisa que por conta da falta de recursos financeiros e do tempo necessário para divulgação em mídias convencionais, o compartilhamento da mensagem da campanha foi dificultado, uma vez que os debates entre os candidatos não foram transmitidos pela televisão, impedindo assim de atingir boa parte relevante do público.

Compartilhe




Receba nossa Newsletter gratuitamente


Digite a palavra e tecle Enter.