F1: GP do Azerbaijão é mais uma etapa adiada

Os dirigentes da F1 confirmaram nesta segunda-feira (23), o adiamento do Grande Prêmio do Azerbaijão, o qual seria realizado no dia 7 de junho, em decorrência da epidemia do Coronavírus. Esta é a oitava prova que teve sua programação afetada pela doença. As outras etapas afetadas são: Austrália, Bahrein, Vietnã, China, Holanda, Espanha e Mônaco.

Na última semana a Federação Internacional de Automobilismo (FIA), declarou que a temporada 2020 da F1 iria começar em junho. Com o cancelamento da etapa do Azerbaijão, a corrida de abertura pode ser no Canadá, prevista para o dia 14 do mesmo mês.

Em nota os dirigentes da principal categoria do automobilismo mundial, explicaram sobre o adiamento da prova do Azerbaijão e também sobre uma nova data:

 

“O adiamento foi acordado após extensas discussões com a Fórmula 1, bem como a FIA e o Governo da República do Azerbaijão. Isso é resultado direto da pandemia global contínua do Covid-19 e se baseou inteiramente nas orientações de especialistas fornecidas pelas autoridades relevantes.

 

Todos os ingressos continuarão válidos, sem nenhuma formalidade adicional. Assim que a nova data do GP for confirmada, todos os espectadores serão informados sobre as opções disponíveis, tanto para aqueles que compraram seus ingressos no site quanto por outros canais.”

 

Reajustes do calendário

 Na última semana, as equipes da F1 se reuniram junto com os dirigentes da FIA, para decidir sobre reajustes do calendário da temporada, após o cancelamento de certas etapas. Todos concordaram em fazer as alterações, sendo uma delas a antecipação das férias de verão para o período entre março e abril.

 

Linha do tempo

12/02: uma reunião entre a FIA e os promotores do Grande Prêmio, com a Confederação de Automobilismo da China e Administração de Esportes de Xangai, concordaram em adiar o Grande Prêmio da China em decorrência do Covid-19. Até o momento não há nova data.

18/02: o deputado Tran Thung Hieu e diretor do departamento de turismo da capital Hanói, negaram adiamento da prova e garantiram a realização do GP do Vietnã e que estariam tomando todas as providências necessárias, para garantir a segurança de todos que iriam acompanhar a primeira corrida de F1 no país.

09/03: com o crescimento de novos casos do Coronavírus, o Governo do Bahrein decretou que a segunda etapa do calendário seria realizado com portões fechados.

13/03: na véspera da primeira etapa do campeonato em Melbourne na Austrália, um funcionário da McLaren foi diagnosticado com Coronavírus e a equipe se retirou do GP. O sinal de alerta foi ativado. Horas após o ocorrido, a FIA junto com o comitê organizador, determinaram o cancelamento do GP da Austrália. Logo em seguida, o Presidente da Liberty Media (dona dos direitos comerciais da F1), Chasey Carey junto com executivos da FIA, decretaram adiamento dos GPs do Bahrein e Vietnã. A temporada de 2020 da F1 começaria em maio.

19/03: FIA anuncia adiamento de outras três provas: Holanda, Espanha e Mônaco.

20/03: F1 anuncia cancelamento do GP de Mônaco.

23/03: GP do Azerbaijão é adiado, porém sem data definida.

 

Compartilhe




Receba nossa Newsletter gratuitamente


Digite a palavra e tecle Enter.