Mesa-tenistas brasileiros estão no top 10 do ranking mundial da modalidade

O Brasil começa a temporada 2020 no tênis de mesa com 21 atletas entre os melhores 25 do mundo, com oito no top 10.

Os mesa-tenistas posicionados entre os dez primeiros brigam diretamente por medalhas nos Jogos Paralímpicos de Tóquio nas diversas classes. Com base nesse ranking, o Brasil tem chances de um desempenho melhor do que na Rio 2016, na ocasião foram quatro pódios ao todo. Mas se ainda considerarmos a junção de craques entre as classes na disputa de equipes, essa projeção é ainda mais favorável.

Caso das classes 9 e 10 feminino. No Rio, Bruna Alexandre, Danielle Rauen e Jennyfer Parinos ficaram com a medalha de bronze. Atualmente, continuam ocupando posições no Top 10 e devem formar uma das equipes mais fortes dos Jogos de Tóquio. Na classe 7 masculino, o Brasil conta com dois Top 10: Israel Stroh e Paulo Salmin.

No individual, o panorama é igualmente favorável. Cátia Oliveira, vice-campeã mundial da classe 2 e atual número 4 do mundo, já bateu as três atletas na sua frente no ranking e tem reais chances até de título. Bruna Alexandre, Danielle Rauen, Israel Stroh e Paulo Salmin também já tiveram excelentes resultados recentes contra atletas que estão na frente na lista de janeiro.

 

Confira a situação dos brasileiros no ranking mundial paralímpico de janeiro:

Atletas no Top 10 (oito brasileiros) – Cátia Oliveira (4ª classe 2 feminino), Joyce Oliveira (9ª classe 4 feminino), Danielle Rauen (8ª classe 9 feminino), Jennyfer Parinos (10ª classe 9 feminino), Bruna Alexandre (4ª classe 10 feminino), Welder Knaf (7° classe 3 masculino), Israel Stroh (5° classe 7 masculino) e Paulo Salmin (10° classe 7 masculino).

 

Atletas entre os 25 melhores de suas classes (13 brasileiros) – Carla Maia (12ª classe 2 feminino), Thais Severo (20ª classe 3 feminino), Marliane Santos (23ª classe 3 feminino), Millena França (12ª classe 6 feminino), Aline Ferreira (16ª classe 6 feminino), Lethicia Lacerda (19ª classe 8 feminino), Elem da Silva (22ª classe 8 feminino), Aloisio Lima (17° classe 1 masculino), Conrado Contessi (24° classe 1 masculino), Guilherme Costa (13° classe 2 masculino), Iranildo Espindola (24° classe 2 masculino), Claudio Massad (22° classe 10 masculino) e Carlos Carbinatti 24° classe 10 masculino).

 

Posições dos atletas classificados diretamente com a medalha de ouro no Parapan de Lima – Joyce Oliveira (9ª classe 4 feminino), Danielle Rauen (8ª classe 9 feminino), Paulo Salmin (10° classe 7 masculino), Luiz Manara (35° classe 8 masculino) e Carlos Carbinatti (24° classe 10 masculino).

 

Fonte: COB

Compartilhe




Receba nossa Newsletter gratuitamente


Digite a palavra e tecle Enter.