Com 16 times, NBB promete ser o melhor da história da competição

A tempodada do NBB 2019/2020 está para começar e, com a aproximação fica a expectativa de que será a maior competição do basquete nacional. Confira alguns pontos que deixam a expectativa de que o campeonato deste ano não será esquecidatáo cedo.

Primeiro, o NBB 2019/2020 cresceu e agora contará com 16 equipes na disputa do troféu mais cobiçado do basquete nacional. O número representa um aumento de dois em comparação à temporada passada. Saíram Vasco da Gama e Joinville e entraram Pato Basquete, São Paulo FC, Renata/Rio Claro e Basquete Unifacisa. Dentre os quatro, apenas o Rio Claro já disputou a elite do basquete nacional.

Ao todo, seis estados, além do Distrito Federal, estarão devidamente representados na elite do basquete brasileiro. Entre os 16 times, dois representarão o Nordeste com a permanência do Basquete Cearense e a chegada da Unifacisa.

 

EXPERIÊNCIA INTERNACIONAL NO NBB

Nesta edição do NBB seis times disputarão, além da elite do basquetenacional, competições internacionais (Sul-Americana e Champions).

Os três primeiros colocados da última edição da competição (Flamengo, Sesi Franca Basquete e Mogi das Cruzes) disputarão a BasketballChampionsLeague, competição que substituirá a Liga das Américas. Já os outros três, do quarto ao sexto colocado (Botafogo, Corinthians e Pinheiros), disputarão a Liga Sul-Americana.

Com a estreia marcada na competição internacional já nesta terça-feira, o Corinthians voltará a uma competição internacional após 22 anos. “Para nós, jogadores, é muito bom. É um intercâmbio com outras equipes, outras maneiras de jogar, com mais contato, além de ser um jogo mais lento, só que mais inteligente. Será muito bom para gente e especialmente para o clube. Já fazia 22 anos que o Corinthians não participava de campeonatos internacionais e isso vai ser muito bom para o restante da temporada”, disse Ricardo Fischer, do Corinthians.

Outras quatro equipes também já vivenciaram essa experiência, mas ainda na pré-temporada, pelo Torneio Interligas; são eles: Sendi/Bauru Basket, Basquete Cearense, Pato Basquete e Universo/Brasília

 

TIMES DE CAMISA

Outra novidade no NBB é o aumento dos times de camisa na competição. Nesta edição teremos Corinthians, Flamengo, Botafogo (presentes na última edição do campeonato) e São Paulo, estreante na competição.

Com um poder de alcance relevante, devido as suas grandes torcidas, as equipes contribuem de forma ativa para a massificação do basquete em meios antes não tão acessíveis.

Para Gustavo De Conti, treinador do Flamengo, isso impacta muito. “É muito legal. É a maior torcida do Brasil e isso impacta. É muito importante a presença dos times de futebol também na competição, especialmente no Flamengo, que é um dos clubes fundadores da competição, hoje tradicionalíssima no Brasil”, afirmou.

 

100% DAS TRANSMISSÕES

Nesta temporada, com a manutenção do modelo multiplataforma, a Liga Nacional de Basquete realizou um sonho antigo e conseguiu o tão sonhado 100% dos jogos transmitidos.

Fonte: Olimpíada Todo Dia

Compartilhe




Receba nossa Newsletter gratuitamente


Digite a palavra e tecle Enter.