Robert Scheidt vai ganhar biografia após os Jogos de 2020

Em campanha para disputar a sétima Olimpíada, o velejador Robert Scheidt vai ganhar uma biografia em 2020. O livro, ainda em fase de apuração e captação de patrocínio, vai contar a trajetória de vida e carreira do bicampeão e maior medalhista do Brasil na história dos Jogos Olímpicos.

“Robert Scheidt não é apenas um dos maiores nomes da história do esporte mundial, mas um atleta que ajudou a revolucionar sua modalidade. Não apenas em termos de técnica de velejada, mas também fora da água ao gerenciar uma carreira em um nível de profissionalismo inédito até sua ascensão, iniciada em 1996, quando conquistou a primeira medalha olímpica”, declara De Marco.

De Marco revela que a ideia inicial era lançar o livro antes da Olimpíada de Tóquio/2020. Porém, como Scheidt decidiu interromper a aposentadoria da vela olímpica e fez o índice para integrar a delegação brasileira, a história ganhou mais um capítulo. “Disputar sete edições de Jogos Olímpicos vai representar mais um recorde na carreira de Scheidt e vai acrescentar algumas páginas importantes à sua biografia. Vale lembrar que, independentemente se ele vai subir ao pódio, garantir vaga na elite da Laser aos 46 anos, na qual seus concorrentes têm, em média, 20, não é pouca coisa”, conta o autor.

Robert Scheidt tem cinco medalhas olímpicas: ouro em Atlanta/96 e Atenas/2004 – ambas na Classe Laser; prata em Sidney/2000 (na Laser) e Pequim/2008 (na Star) e bronze em Londres/2012 (Star). No total, soma 181 títulos na carreira, sendo 89 internacionais e 92 nacionais, com destaque para 11 títulos mundiais na Classe Laser 1991 (juvenil), 1995, 1996, 1997, 2000, 2001, 2002*, 2004 e 2005 e 2013; e 3 na Classe Star (2007, 2011 e 2012).

 

Compartilhe




Receba nossa Newsletter gratuitamente


Digite a palavra e tecle Enter.