Julgamento do caso Matheus Goldoni acontece nesta terça-feira

O julgamento do caso Matheus Goldoni está previsto para ocorrer a partir das 8h da manhã desta terça-feira, 20, no Fórum Benjamim Colucci. O crime ocorreu em novembro de 2014 em uma casa noturna de Juiz de Fora. Na época, Matheus Goldoni tinha 18 anos.

Os envolvidos serão levados a Júri Popular e vão responder por homicídio pela morte do jovem, por asfixia, por afogamento e por motivo fútil, pela vítima ter tentado dar um soco em um dos denunciados ao sair da boate e pelo uso de recurso que dificultou a defesa da vítima, estando em maior número e por terem mais força.

O juiz do Tribunal do Júri de Juiz de Fora, Paulo Tristão, vai presidir a sentença.

 

O CRIME

O crime aconteceu no dia 16 de novembro de 2014 entre 2h e 3h da manhã, no bairro São Pedro. De acordo com a denúncia do Ministério Público, a vítima estava no interior da boate quando se envolveu em uma briga com dois clientes e com seguranças, sendo expulso da casa noturna. Na saída, a vítima tentou dar um soco em um dos acusados e saiu correndo, sendo perseguido por dois seguranças. Ainda segundo a denúncia, o acusado que é ambulante e ex-segurança da casa noturna deu carona de moto a um dos seguranças. Enquanto os outros seguranças continuaram a perseguição a pé. Eles alcançaram a vítima cerca de 250 metros da boate, perto de uma trilha que dá acesso a uma cachoeira.

Dois dos acusados cercaram o jovem e imobilizaram com um golpe de mata-leão. No local, a vítima foi morta, enquanto os outros dois seguranças vigiavam a entrada da trilha. O laudo de necropsia do Instituto Médico Legal (IML) apontou que Goldoni morreu por afogamento causado por asfixia e um exame apontou a existência de duas lesões internas no peito da vítima.

 

Compartilhe




Receba nossa Newsletter gratuitamente


Digite a palavra e tecle Enter.