Novo boletim epidemiológico confirma quatro mortes por dengue em Juiz de Fora

 

A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) confirmou mais duas mortes por dengue em Juiz de Fora. As informações constam no novo boletim epidemiológico divulgado nesta terça-feira, 11. Ao todo, no Estado, foram confirmados 74óbitos por dengue. As duas primeiras mortes na cidade haviam sido divulgadas no boletim divulgado no dia 28 de maio.

Segundo a Secretaria, o Estado está em situação de alerta para esse aumento no número de casos das doenças transmitidas pelo Aedes Aegypti. Juiz de Fora está entre as cinco cidades com os maiores registros de mortes pela doença, sendo Belo Horizonte, Betim, Uberlândia e João Pinheiro, cujo número é o mesmo.

Outras mortes por dengue também foram registradas nos seguintes municípios: Arcos (1), Belo Horizonte (12), Betim (12), Contagem (2), Curvelo (1), Frutal (2), Ibirité (1), Ituiutaba (1), João Monlevade (1), João Pinheiro (4), Juiz de Fora (4), Lagoa da Prata (1), Martinho Campos (1), Monte Carmelo (1), Paracatu (1), Passos (2), Patos de Minas (1), Pitangui (1), Pompéu (1), Rio Paranaíba (1), Sacramento (1), São Gonçalo do Pará (1), São Gotardo (1), Uberaba (2), Uberlândia (14) e Unaí (2), Vazante (2). Ao todo, são 127 óbitos em investigação para dengue.

Ainda conforme o boletim, em 2019, até o momento Minas Gerais registrou 399.522casos prováveis (casos confirmados + suspeitos) de dengue, sendo. A SES-MG ressalta que os óbitos em questão foram notificados ao longo de 2019 e não são, necessariamente, óbitos recentes.

Ainda conforme os dados, em relação à Febre Chikungunya, Minas Gerais registrou 2.322 casos prováveis em 2019. Até o momento, não houve registro de óbitos suspeitos da doença. Já em relação à Zika, foram registrados 1.145 casos prováveis da doença em 2019.

Compartilhe




Receba nossa Newsletter gratuitamente


Digite a palavra e tecle Enter.