OPERAÇÃO ‘CRONOS II’: Polícia Civil divulga resultado da operação em Juiz de Fora

Nesta terça-feira, 28, policiais civis de 21 estados e do Distrito Federal deflagraram a segunda fase da operação “Cronos”, que tem como objetivo combater crimes de homicídio e feminicídio, tentados e consumados.

A manobra é coordenada pelo Conselho Nacional dos Chefes de Polícia Civil e acontece de forma integrada e conta com o apoio do Ministério da Justiça e Segurança Pública. Em Juiz de Fora, a operação foi desencadeada pelo 4º Departamento de Polícia Civil, que compreende outras cidades como Ubá, Leopoldina, Muriaé e Viçosa. No âmbito do 4º Departamento, foram cumpridos 12 mandados de prisão.

 HOMICÍDIO NO BAIRRO VILLA OLAVO COSTA

Ao todo, em Juiz de Fora, são dez mandados de prisão em aberto, sendo sete sob responsabilidade da Delegacia Especializada de Homicídios, sendo três cumpridos, e 3 da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher, sendo 1 mandado cumprido durante a operação.

Autores envolvidos em crimes de homicídios no bairro Vila Olavo Costa. Foto: Rafaela Frutuoso

Conforme as informações apresentadas durante coletiva de imprensa pelo delegado Rodrigo Rolli, da Delegacia Especializada de Homicídios, os mandados em questão são referentes a dois crimes praticados em março e abril de 2019, no bairro Vila Olavo Costa, zona Sudeste da cidade. O motivo do crime seria a disputa por pontos de tráfico de drogas. Os autores foram presos na última semana.

O primeiro crime ocorreu em 23 de março, envolvendo dois autores, de 18 e 22 anos. O crime em questão resultou na morte de um homem de 25 anos. Neste caso, o autor de 22 anos foi preso.

De acordo com Rolli, uma das três vítimas do homicídio do dia 10 de abril era um dos autores do primeiro crime, o rapaz de 18 anos. Na data em questão, três autores, dois de 22 anos e um 23 anos, praticaram o crime em represália ao homicídio que ocorreu no dia 23 de março, contra dois homens e um adolescente, de 22, 18 e 17 anos respectivamente, resultando na morte dos dois primeiros. Neste caso, dois autores foram presos, sendo um em Juiz de Fora, onde a Polícia Civil encontrou drogas e a arma do crime na residência do autor, e o outro em Rio Bonito, no Rio de Janeiro, após fugir da ação policial. Este último foi preso na última semana na cidade em questão e será encaminhado para Juiz de Fora. Ainda segundo a PC, o terceiro envolvido no crime do dia 10 de abril está foragido.

“Todos os crimes com relação ao bairro Vila Olavo Costa, uma região conturbada com relação ao tráfico e a questão de homicídios no ano de 2019. Foram 17 dias de intervalo entre um e outro demonstrando, inclusive, que o autor de um dos crimes fora vítima no crime seguinte, ou seja, dando a conotação justamente de vingança, de disputa de bocas de fumo, de tráfico de drogas daquele bairro”, disse o delegado.

Posteriormente, após a coletiva, a assessoria da Polícia Civil informou que um homem de 39 anos também havia sido preso durante a operação. No total, cinco foram presos.

FEMINICÍDIO

O crime de feminicídio ocorreu no dia 7 de setembro de 2018, no bairro Grajaú, zona Leste de Juiz de Fora, que resultou na morte de uma jovem de 18 anos. Na ocasião, o ex-namorado da jovem, um homem de 28, inconformado com a separação, entrou na casa do atual namorado da vítima, na rua João Zanini, onde acontecia um churrasco em família, e efetuou disparos contra a jovem e o atual companheiro, de 22 anos. Ela foi atingida na cabeça e ele no tórax. A jovem não resistiu aos ferimentos e morreu.

Delegada fala sobre o crime de feminicídio que ocorreu no dia 7 de setembro de 2018, no bairro Grajaú, zona Leste de Juiz de Fora, que resultou na morte de uma jovem de 18 anos. Foto: Rafaela Frutuoso

Segundo as informações da delegada Carolina Gonçalves, da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher, o autor se entregou na delegacia nesta terça-feira, 28, mesma data em que já foi ouvido.“Ele confessou a prática criminosa, dizendo que cometeu aquele delito por motivo de honra, já que a ex-namorada dele estaria namorando outro rapaz e ele já teria avisado para a ex-namorada que ela ‘merecia um tiro na cara’. Foi exatamente a maneira de execução, ele adentrou na casa do atual companheiro dela, efetuou um disparo na cabeça dela e no tórax do atual namorado dela e confessou que tinha a intenção de matar os dois”, disse.

Ainda conforme a delegada, o autor responde pelo crime de homicídio tentado, por tentar matar o atual companheiro da vítima, e por feminicídio, cuja pena é de 12 até 30 anos.

REGIÃO

Conforme a assessoria da Polícia Civil, um mandado de prisão foi cumprido na cidade de Ubá, resultando na prisão de um homem de 26 anos. Ele é suspeito de ter cometido o crime de homicídio tentado, por motivo fútil, no último dia 4 deste mês. Na ocasião, dois autores, um maior e outro menor, iniciaram uma troca de tiros dentro de uma festa, onde três pessoas inocentes foram atingidas, além dos dois envolvidos.

Além disso, ainda foi cumprido um mandado de prisão em desfavor de um adolescente de 17 anos. De acordo com as informações, o adolescente, junto a um revólver calibre 38, cinco munições intactas, centenas de pinos para embalagem de drogas, duas barras de maconha, várias pedras de crack, uma balança de precisão, seis gaiolas com pássaros da fauna silvestre não anilhados e uma armadilha foram apreendidos.

A Polícia Civil, na área da 3ª Delegacia Regional de Leopoldina (3ª DRPC), cumpriu três mandados que resultaram na prisão de três foragidos da justiça.Um mandado foi em desfavor de um homem de 34 anos, em Cataguases e outros dois no município de Carmo, no Rio de Janeiro, em desfavor de dois homens de 21 e 23 anos, após a ação da Delegacia de Polícia Civil em Além Paraíba.

Em Muriaé, dois suspeitos de 22 e 51 anos, foram presos no bairro Itamuri pela prática de homicídios tentado e consumado. Além disso, um homem de 32 anos foi preso no bairro Safira. Em Viçosa, na área da 5ª Delegacia Regional, policiais realizaram diligências, mas a ação não resultou em prisões.

Compartilhe




Receba nossa Newsletter gratuitamente


Digite a palavra e tecle Enter.