PJF retira toneladas de lixo de duas casas nos bairros Furtado de Menezes e Vila Olavo Costa

 

Novamente os agentes da “Sala de Operações da Dengue”, força-tarefa de combate à dengue criada pela Prefeitura de Juiz de Fora (PJF), retiraram toneladas de lixos de mais duas casas de Juiz de Fora. As residências ficam localizadas nos bairros Furado de Menezes e Vila Olavo Costa e, ao todo, foram retiradas 21 toneladas de entulho das duas moradias insalubres.

De acordo com a PJF, 26 pessoas, entre funcionários do Departamento de Limpeza Urbana (Demlurb), agentes de endemia e fiscais de postura, estiveram envolvidas na ação que foi realizada na quarta-feira, 15. Na primeira casa, localizada na Rua Furtado de Menezes, no bairro com o mesmo nome, foram retirados três caminhões de materiais inservíveis. Já na segunda residência, localizada na rua da Fé, no Bairro Vila Olavo Costa, os servidores da PJF retiraram mais quatro caminhões de entulho.

Ainda de acordo com a PJF, ambos os locais abrigavam focos do mosquito Aedes aegypti, que foram eliminados pelos agentes. Durante o trabalho dos servidores, foi necessário utilizar uma retroescavadeira devido ao montante do lixo acumulado.

Essa não é a primeira vez que agentes da “Sala de Operações da Dengue” retiram toneladas de lixo de residências na cidade. Na última semana, foram retiradas 15 toneladas de entulhos e materiais propícios para proliferação do Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue e chikungunya, de duas casas no bairro Benfica. As residências ficam localizadas nas ruas Lima Duarte e Evaristo da Veiga.

327 imóveis ou lotes foram vistoriados no mutirão realizado no último sábado, 11, quando os agentes de combate a endemias atenderam denúncias enviadas pelo telefone 199 ou pelo aplicado Colab.

 

DENGUE

Atualmente, sete mortes por suspeita de dengue estão em investigação em Juiz de Fora. Na última segunda-feira, 13, a Secretaria Municipal de Saúde foi notificada de outro possível caso envolvendo uma idosa de 79 anos.

 

ORIENTAÇÃO

De acordo com o Departamento de Vigiância Epidemiológica, 90% dos criadouros do mosquito da dengue estão dentro de residências e imóveis comerciais. Portanto, a orientação é que as pessoas tirem 10 minutos semanais para vistoriar a casa e o quintal em busca de pontos onde ocorra qualquer acúmulo de água e adotar as seguintes medidas preventivas:

  • verificar se a caixa d’água está vedada;
  • verificar se as calhas não estão entupidas;
  • olhar ou retirar os pratinhos das plantas;
  • passar bucha nos bebedouros dos cachorros, porque as fêmeas do Aedes não colocam os ovos diretamente na água, mas nas paredes dos recipientes;
Compartilhe




Receba nossa Newsletter gratuitamente


Digite a palavra e tecle Enter.