Atletas são remanejados após interdição de alojamento no Tupi

Na última sexta-feira, 5, o Tupi recebeu uma vistoria do Corpo de Bombeiros e teve  alojamento interditado. De acordo com o Corpo de Bombeiros, a medida na sede carijó foi motivada por falta de equipamento de segurança contra incêndio e pânico e fiação elétrica exposta. Entre os fatores citados pelos Bombeiros está obstrução em única rota de fuga do local. Na quinta, um dia antes da ação dos bombeiros, a sede social do Carijó ficou sem luz.

A diretoria informou nesta segunda-feira, 8, que os atletas foram liberados e que apenas seis jogadores precisaram ser remanejados por dois dias, em dormitórios provisórios.

Questionados se os atletas haviam sido encaminhados para quadras ou salões de festas, a diretoria negou e disse ter disponibilizado casas alugadas e hotéis parceiros – onde já residem alguns atletas – para moradia dos atletas remanejados em virtude da interdição.

A diretoria informa ainda que está tomando todas as providências afim de regularizar a situação o quanto antes, mantendo o foco na preparação para a estreia do Sub-20 no Campeonato Mineiro e na série D.

Nota do Tupi:

“O nosso alojamento tem a capacidade para 35 jogadores. No momento da interdição tinham no local cerca de 28 atletas. Já estamos trabalhando para dar o maior conforto e segurança para os nossos atletas, tanto que já encaminhamos a Prefeitura a documentação necessária, mas tivemos exigências dos bombeiros, o que ocasionou a interdição. Liberamos nossos atletas que já estão sendo remanejados em novas locações e estão tendo todo apoio e atenção. Prezamos sempre pela segurança dos nossos atletas e parabenizamos os bombeiros pela atuação.”

Compartilhe




Receba nossa Newsletter gratuitamente


Digite a palavra e tecle Enter.